Menu

5 dicas para evitar os golpes virtuais

Golpesfraudes

Ouvir falar em fraudes virtuais, a maior parte dos internautas certamente já ouviu. Boa parte desses usuários também tem noções básicas de como se proteger, mas nem sempre sabe como identificar e evitar golpes por meio de e-mails fraudulentos, chamados pelos especialistas de tecnologia de phishing scams. O IDG Now! preparou um guia para você não cair nestas ciladas virtuais:

  • Confira sempre o endereço do site: os golpes virtuais utlizam-se de uma prática simples, copiam os sites e os remetem a esse endereço falso para captar suas informações financeiras. Portanto, confira sempre o endereço eletrônico (URL) que chega no link de um e-mail ou desconfie de promoções vantajosas são elementos chave para evitar as armadilhas, segundo afirma Walter Hannemann, Chief Information Officer (CIO) da CiaShop, empresa desenvolvedora de soluções para comércio eletrônico.

    "A primeira coisa que o internauta deve ter é bom senso para distinguir as potenciais ameaças. Antes de tudo, ele deve desconfiar e não acreditar em prêmios ou sorteios aos quais não tenha feito inscrição. Receber um e-mail com um suposto prêmio de um sorteio ao qual não se inscreveu é um dos indícios de fraude, e o melhor a fazer é não clicar em nenhum link daquela mensagem", afirma Hannemann.
  • Cuidado com as mensagens de bancos: e-mails enviados em nome de instituições bancárias ou financeiras devem sempre colocar o internauta em alerta, de acordo com o especialista. Isso porque não é prática comum dos bancos enviar informações, promoções ou sorteios por e-mail.

    "Bancos não costumam enviar informações via e-mail, com exceção de extratos que tenham sido solicitados pelos correntistas. Se receber qualquer outro e-mail de instituição financeira, seja sorteio, recadastramento ou qualquer outra informação, não clique em link nenhum", diz.
  • Preste atenção em e-mails com links ou arquivos executáveis: e-mails com arquivos executáveis de fontes não confiáveis pode escondem programas nocivos, como Cavalos de Tróia e spywares, que monitoram seu computador e roubam senhas. Nesse processo, a segurança dos dados pessoais do usuário pode ser comprometida. "Cuidado com arquivos clicáveis e preste atenção nos avisos que seu browser envia. Se o browser emitir algum aviso de que o arquivo é perigoso, confie", alerta.
  • Quanto a esmola é grande, o santo desconfia: mensagens de descontos ou cupons eletrônicos de lojas virtuais também exigem atenção do internauta. Mais uma vez, a URL deve ser checada e o usuário não deve fornecer nenhuma informação pessoal - como número de cartão de crédito, por exemplo - para ter acesso aos descontos.

    "Cupons de descontos podem até existir, mas não devem pedir o número do cartão de crédito antes do fechamento da compra, independentemente da promoção. Se a página pedir o número do cartão ou qualquer outra informação pessoal, desconfie", afirma Hannemann.
  • Mantenha o antivírus atualizado: nunca é demais lembrar que ter um programa antivírus e fazer todas as atualizações recomendas pelos fabricantes de software ajudam no combate às pragas virtuais. "Essa, porém, não deve ser a única maneira de proteção, já que muitos antivírus não reconhecem trojans (Cavalos de Tróia) brasileiros. Assim, a melhor forma de se proteger contra phishing scams é mesmo o bom senso e seguir essas regras básicas", conclui.

Outros textos

+ posts

Mais lidos

Tags

2010AndroidBrucEntourageGolpesHTMLIOSIpadIphoneLimitesMacMail.appOSXOutlookSQL InjectionSegurançaSmartphoneThunderbirdVulnerabilidadesWindows Phoneassinaturaatrairbrucclientescriaçãocrisedesenvolvimentodesigndicase-commercee-mailecommerceemailfraudeshtmlimageminternetinvasão de sitesmarketingmicrosoftmobileoutlookoutlook2013responsivosegurançasegurança de sitessitessoluçõesspamsql injectionssltamanhotendênciasvendasvulnerabilidadeswebwebmail